Quinta, 25 Junho 2020 01:15

CPP assina 'Nota Conjunta de Repúdio ao Decreto nº 65.021/20'

Avalie este item
(7 votos)

O Centro do Professorado Paulista, há 90 anos na defesa dos profissionais da Educação ativos e aposentados, vem a público manifestar, em conjunto com outras entidades, repúdio ao Decreto nº 65.021/20, de autoria do governador João Doria.

14 comentários

  • Link do comentário Sônia Maria Freitas Quarta, 08 Julho 2020 11:29 postado por Sônia Maria Freitas

    Estão em tramitação na ALESP 3 Projetos Decreto do Lelislativo que visam SUSPENDER essa cobrança que virá a partir de outubro a todos os aposentados e pensionistas que recebem abaixo do teto do INSS. PEÇO A TODOS que enviem e-mails aos seus deputados estaduais, que receberam seu voto, para que CANCELEM essa cobrança desumana imposta pelo Dória.

  • Link do comentário Messias Quinta, 02 Julho 2020 16:33 postado por Messias

    A covardia do Doria vai ficar explícita.

  • Link do comentário Daniel Lima Quinta, 02 Julho 2020 07:16 postado por Daniel Lima

    Atenção: Está tramitando na ALESP 3 projetos que visam SUSTAR essa COBRANÇA ABSURDA do Dória. Peço a todos que enviem e-mails aos seus deputados estaduais, que votem CONTRA O PROJETO 65021/20. Nosso salário já é abaixo do teto do INSS, não vamos pagar mais nada para esse governo incompetente!

  • Link do comentário Rose Gianetti Quarta, 01 Julho 2020 08:30 postado por Rose Gianetti

    Pior que a reforma da Previdência feita pelo Bolsonaro e o confisco do Collor. Um ABSURDO, UM CONFISCO querer descontar 12% e 14% dos idosos aposentados e pensionistas que ganham ABAIXO DO TETO DO INSS. Dória quer taxar os idosos e doentes que não tem mais força para trabalhar. FORA DÓRIA!

  • Link do comentário Helena Gaos Ilarios Figueira Terça, 30 Junho 2020 08:03 postado por Helena Gaos Ilarios Figueira

    Acabei de ler no spprev que neste quinto dia útil (julho) já seremos descontados, é isso mesmo?
    CPP: encaminhado à Procuradoria. Aguarde retorno por e-mail.

  • Link do comentário Olinda Maria de Souza Segunda, 29 Junho 2020 23:34 postado por Olinda Maria de Souza

    Esse decreto é injusto desumano.Idosos aposentados com seu mínguo salario para sobreviver já sem força pra outras metas,sobrevivência mais cara devido a altos custos de remédios,preços elevados de produtos de consumo alimentício em cuja pandemia.É uma violência esse decreto!Brasileiros,professores ou não,unem se a nós em luta para que isso não aconteça.Somos filhos de uma nação,dedicamos e prestamos nosso trabalho para formar cidadãos.

  • Link do comentário APARECIDA MARIA Feminino SILVA Segunda, 29 Junho 2020 13:16 postado por APARECIDA MARIA Feminino SILVA

    ACHO DESCABÍVEL ESTE DECRETO. SOMOS TRABALHADORES QUE AO LONGO DE NOSSAS VIDAS CONTRIBUÍMOS PARA PODER FAZER JUS AGORA NOS HUMILHAR DESTA FORMA. NINGUÉM ESTA PAGANDO POR MI. FIZ ISSO A VIDA INTEIRA.

  • Link do comentário marisa aparecida pinheiro figueredo Domingo, 28 Junho 2020 01:01 postado por marisa aparecida pinheiro figueredo

    É inconcebível um governo não respeitar os direitos de pessoas que já não recebem uma fortuna e não tem aumentos a anos e agora tem mais essa dispensa que não tem como pagar.

  • Link do comentário Márcia H. Soares Sexta, 26 Junho 2020 13:50 postado por Márcia H. Soares

    Está em tramitação na ALESP o Projeto de Decreto do Legilslativo nº23 de autoria da Delegada Graciela, que tem o objetivo de SUSTAR os efeitos do Decreto 65021/20 que exige contribuições de 12% e 14% a TODOS os aposentados e pensionistas que recebem ABAIXO do teto de INSS, Eu peço a todos que se sentirem lesados com essa cobrança, que enviem e-mails aos deputados estaduais para que votem em concordância com a SUSPENSÃO dessas cobranças

  • Link do comentário Maria Ivete Sexta, 26 Junho 2020 13:31 postado por Maria Ivete

    Não existe nenhuma outra lei que derrube essa loucura deslavada para com o aposentado que já contribuiu por tantos anos e que agora sem aumento de salário por tantos anos, ainda tenha que perder o pouquinho que recebe. Vamos ter que lutar bravamente para que isso não ocorra .

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.