Sexta, 05 Julho 2019 18:31

José Saramago será debatido na biblioteca Mário de Andrade

Avalie este item
(0 votos)

Escritores Pilar Del Río, Ricardo Viel e ator Gustavo Machado participam do encontro no dia 10 de julho

 


Autor de obras como “Ensaio sobre a Cegueira” e “O Evangelho segundo Jesus Cristo”, José Saramago foi o primeiro escritor de língua portuguesa a vencer o Prêmio Nobel de Literatura, em 1988. Vinte anos após esse reconhecimento, sua obra ainda é considerada uma das mais relevantes da literatura mundial. Recordando o legado do autor, morto em 2010, sua mulher e presidenta da Fundação José Saramago, a também escritora Pilar Del Río, participa de debate na Biblioteca Mário de Andrade (BMA), em 10 de julho. O evento conta também com a presença do jornalista Ricardo Viel e do ator Gustavo Machado, que fará a leitura de trechos de obras do homenageado.
 

Autor de “Um País Levantado em Alegria”, livro que relembra a entrega do Nobel a Saramago, Viel não chegou a conhecer o escritor. “Eu só vi o Saramago uma vez na minha vida e não tive a oportunidade de falar com ele”, conta. Admirador de sua obra, o jornalista pesquisou como a notícia do Nobel chegou ao premiado. Segundo ele, o autor estava em um avião quando uma comissária avisou que tinha um telefonema para ele. “A pessoa que lhe deu a notícia o achou um tanto frio”, conta. “Saramago reagiu de maneira muito comedida, como ele era, um homem muito elegante, muito sóbrio.”
 

Apesar dos portugueses em geral serem bastante contidos, a recepção de Saramago em Portugal foi calorosa. “Ele sentiu uma explosão de alegria e foi como se cada português tivesse crescido três centímetros de um dia para o outro”, conta Viel. “As pessoas estavam orgulhosas”. Segundo o autor, o Nobel colocou Portugal e a língua portuguesa no mapa da literatura mundial. 
 

Para o jornalista, a importância de Saramago transcende a literatura. “Ele deixou um legado de intervenção pública, que é uma coisa que existe cada vez menos”, afirma. “Cada vez menos intelectuais participam, se posicionam, dão a cara à tapa”, conclui.
 

Biblioteca Mário de Andrade. R. da Consolação, 94, Consolação. Próximo da estação Anhangabaú do metrô. Centro. Dia 10, 19h.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.