Quinta, 05 Janeiro 2023 16:48

CPP exige o pagamento do piso nacional do magistério em SP

Avalie este item
(4 votos)
CPP exige o pagamento do piso nacional do magistério em SP Foto: Pixabay

O piso nacional do magistério para 2023 será de R$ 4.420,55, um reajuste de 14,95% em relação ao ano passado. O valor passou a vigorar em todo o país em 1o de janeiro, de acordo com a Portaria Interministerial nº 06, publicada no Diário Oficial da União em 29 de dezembro de 2022.

No estado de São Paulo, todavia, os servidores da Secretaria da Educação, integrantes da classe de docentes do Quadro do Magistério, percebem valores inferiores ao piso nacional do magistério já há alguns anos, observando-se a faixa e nível que estão enquadrados.

Neste sentido, o CPP exige do governo do estado que o valor do novo piso nacional do magistério seja respeitado em São Paulo, repercutindo sobre os vencimentos e proventos de todos os associados, inclusive aposentados e pensionistas.

Caso isso não aconteça, o Departamento Jurídico da entidade tomará as medidas cabíveis no corrente ano, buscando o respeito, por parte do governo paulista, à Lei do Piso Nacional Salarial do Magistério.

Lido 3990 vezes

15 comentários

  • Link do comentário Maria Imaculada Teixeira Gutierrez Domingo, 29 Janeiro 2023 18:08 postado por Maria Imaculada Teixeira Gutierrez

    Parabéns ao CPP. A Apeoesp não nos informou nada até agora sobre se teremos (professores estaduais) o aumento que o ministro aprovou.

  • Link do comentário Silvana Sábado, 28 Janeiro 2023 15:36 postado por Silvana

    Sou aposentada. Será que terei reajuste? A média foi de 34 aulas mais a jornada suplementar
    Grata
    CPP: encaminhado à Procuradoria. Aguarde retorno por e-mail.

  • Link do comentário Maria luzette Ramos Azevedo castelucci Terça, 24 Janeiro 2023 20:02 postado por Maria luzette Ramos Azevedo castelucci

    Esperei anos pelo piso salarial federal,me aposentei em 2002 e não tínhamos prova por mérito nem por cursos,que o governo do estado de sp,cumpra o piso salarial federal 2023,aposentado antigo tb come e fica doente,precisando de remedio ,cada vez mais caros.

  • Link do comentário Ana Cristina C.Crus Terça, 24 Janeiro 2023 08:30 postado por Ana Cristina C.Crus

    Bom dia! Nas negociações, não esqueçam de pedir a volta das abonadas.
    CPP: encaminhado à Diretoria. Aguarde retorno por e-mail.

  • Link do comentário Erika Cristina Favaro Xavier Segunda, 23 Janeiro 2023 09:22 postado por Erika Cristina Favaro Xavier

    Fiquei frustrada com minha 2ª evolução, pois a pós-graduação que fiz foi "dragada" por esse "abono" para igualar ao piso obrigatório (fora que sendo PEBII efetiva, estou enquadrada em decreto errado - 62500/2017 - e NINGUÉM corrige - CGRH não responde). Agora aguardo mais uma frustração, pois estou indo pro meu 4º quinquênio e sexta parte agora em março de 2023. Já mandei e-mail para o CPP para ver se os associados precisam pagar o bendito "pedágio", pois lembro de ter lido no jornal do CPP sobre a ação contra isso, e não tive resposta.
    CPP: encaminhado ao Judiciário. Aguarde retorno por e-mail.

  • Link do comentário Clelia Aparecida Bueno Terça, 17 Janeiro 2023 00:16 postado por Clelia Aparecida Bueno

    Meu salário base já é menor q o piso nacional, tendo três evoluções e os 25% da prova mérito (a primeira).

  • Link do comentário Maria de Fátima Simines Nascimento Segunda, 16 Janeiro 2023 22:24 postado por Maria de Fátima Simines Nascimento

    Perdi meus 50% da prova mérito e os níveis que conquistei durante minha carreira, e que na época tinha todo um respaldo em lei para realizar a prova e os níveis. Estou indignada com essa perda. É um roubo em nossos salários. Sem esperança.

  • Link do comentário Sandra Watanuki Domingo, 15 Janeiro 2023 23:37 postado por Sandra Watanuki

    Além do piso a devolução dos confiscos dos professores, como nossas abonadas!

  • Link do comentário ROSANA ANDRADE MAIA MONTEIRO Domingo, 15 Janeiro 2023 15:47 postado por ROSANA ANDRADE MAIA MONTEIRO

    O piso não é respeitado... pois nós que já temos uma carreira e incorporado alguns benefícios não tivemos o reajuste..apenas foi complementado.... ou seja... manobra do governo ...assim sendo os que iniciam a carreira possuem mais benefício qto ao salário enquanto os antigos estão com os salários em.defasagem e congelados... apenas completando para que o salário chegue ao piso ....

    CPP: encaminhado à Procuradoria. Aguarde retorno por e-mail.

  • Link do comentário Claudia Bevilacqua Domingo, 15 Janeiro 2023 14:26 postado por Claudia Bevilacqua

    Sou aposentada desde 2018, cumpri todos os requisitos de evolução funcional e merito e com o aumento do piso perdi tudo que conquistei. Hoje percebo que meu esforço fazendo provas e cursos de formação de nada valeu..... O que fazer????

    CPP: encaminhado à Procuradoria. Aguarde retorno por e-mail.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.