Sexta, 12 Agosto 2022 17:43

Segundo vice-presidente do CPP lê carta em defesa da democracia

Avalie este item
(0 votos)

O Centro do Professorado Paulista se juntou aos professores e estudantes da Escola Estadual Álvaro Guião, na cidade de São Carlos, nesta quinta-feira (11), no ato que fez a leitura da carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral brasileiro. Azuaite Martins de França, segundo vice-presidente do CPP, leu o documento e declamou uma poesia de Cecília Meirelles.

"Estudantes, professores, diretores e a dirigente de ensino, Débora da Costa Blanco, deram uma aula de democracia e esperança. Por meio da arte, música, dança e pintura mostraram que é preciso resistir, acreditar e lutar pela democracia, educação, ciência e, principalmente, pela liberdade.

À noite, durante Ato Público na Câmara Municipal, ele reencontrou antigos companheiros de lutas defendendo as mesmas bandeiras, com fôlego renovado para continuar a caminhada." Foi um dia emocionante", declarou Azuaite.

A "Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em defesa do Estado democrático de Direito" é uma iniciativa de ex-alunos da faculdade de direito da USP e foi elaborada após constantes críticas do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao sistema eleitoral do Brasil. A carta já alcançou mais de 1 milhão de assinaturas. A data para leitura foi escolhida por marcar o aniversário da criação dos cursos de direito no país e coincide com a leitura de um manifesto nacional.

"Reafirmamos valores que nos são muito caros. E que o nosso entendimento devem alicerçar a democracia. O necessário combate às opressões, sobretudo a de classe e a participação da sociedade civil organizada", dizia um trecho do documento assinado por professores.

Assista ao vídeo abaixo com o professor Azuaite Martins de França.


Lido 252 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.