Quinta, 05 Outubro 2017 10:19

Estado de SP equipara salário de professores fora do piso

Avalie este item
(2 votos)

Professor de Educação Básica I vai ter 10% a mais no salário, conforme decisão da Justiça

 

O governo do Estado pagará uma equiparação de 10% concedida aos professores da ativa e aposentados que beneficiará cerca de 3.000 PEB I.  Com o reajuste, o piso estadual da educação será igualado ao federal e os salários subirão de R$ 2.086,93 para R$ 2.298,80.

 

A equiparação será paga após determinação da Justiça de São Paulo, que mandou o Estado aumentar o salário de todos os professores do PEB I e não apenas uma parte dos profissionais em forma de abono, como havia determinado o governador Geraldo Alckmin (PSDB) em março.

 

Atualmente, 18.330 professores de educação básica I recebem um abono complementar no  salário todos os meses para igualar o piso desta categoria ao piso nacional dos professores. Desse total, 3.000 têm direito ao quinquênio e à sexta-parte, por isso, somente esses profissionais terão direito. Os demais continuam recebendo o abono, mas sem nenhum adicional.

 

Após perder um primeiro recurso, o Estado soltou um comunicado em setembro, informando que pagaria os profissionais na folha salarial do mês, quinto dia útil. Questionada, a PGE (Procuradoria-Geral do Estado) não respondeu se  a equiparação será paga como salário, ou seja, incidente também no cálculo da contribuição previdenciária ou virá como abono. O órgão disse que o pagamento será feito conforme comunicado publicado no Diário Oficial de 7 de setembro. A Procuradoria (PGE) entrou com novo recurso.

 

 

Fonte: Diário Oficial do Estado

 

 

 

 

 

 

12 comentários

  • Link do comentário Valter Luiz Miamoto Terça, 17 Outubro 2017 14:22 postado por Valter Luiz Miamoto

    Os PEB I terão aumento. Como fica a situação dos PEB II ? Desde já muito obrigado.

  • Link do comentário Christina Sexta, 13 Outubro 2017 17:04 postado por Christina

    Juci...
    seu texto está bem colocado. Realmente é uma vergonha! Os jornais anunciam o tal aumento, o governo se faz de desentendido e nossos direitos vão por água abaixo. Malas, bolsos, meias e outras peças de roupas cheias de dinheiro retirados dos cofres públicos ou através de subornos... economizam na escola. Nos dias de hoje café, lanche, copo descartável, papel higiênico é como objetos de luxo. E ai daqueles que se atreverem pedir ajuda! Vamos lembrar que a escola é pública, nela se estuda de graça, atualmente tanto se preza pela qualidade de ensino aprendizagem, porém o direito à dignidade deveria começar no atendimento básico aos nossos alunos e professores. Já que neste país o professor ganha muito "serviço" e ainda passa por situações de pressão psicológica, o jeito é aproveitar esta época de fé e rezar muito. Quem sabe os anjos começam a interceder por nós! Pode ser que um dia teremos o tão sonhado "Feliz Dia do Professor".

  • Link do comentário Antonio Vedoveli Quinta, 12 Outubro 2017 19:43 postado por Antonio Vedoveli

    QUAL É A VANTAGEM QUE O MAGISTÉRIO PAULISTA GANHA COM ESSE ATO DO GOVERNADOR ALKIMISTA? NÃO VALE ESSA MANCHETE DO CPP.

  • Link do comentário Juci Sábado, 07 Outubro 2017 10:03 postado por Juci

    É a segunda vez que a mídia anuncia esse ano que a nossa categoria terá reajuste, mas na prática, isso não é verdade!

    O professor Peb I do Estado de SP não ganha R$ 2.086,93 de salário e nunca irá receber R$ 2.298,80 . Você sabe o por quê?

    Porque esse valor se refere a jornada de 40 horas e os proventos de um professor Peb I do Estado de SP são baseados em uma jornada de 32 horas semanais.

    As pessoas que não sabem da realidade do professor do Estado de SP acreditam que ganhamos muito bem e que esse ano tivemos reajuste duas vezes, mas isso também não é verdade.

    Assim que foi divulgado o piso salarial de 2017 do professor brasileiro, o Estado de SP concedeu um "abono" para quem recebia abaixo do piso salarial do país.

    Com isso, os professores que recebiam abaixo desse valor receberam o tal abono e os demais por possuírem diploma de nível superior ou terem adquirido outros benefícios devido aos diversos anos de dedicação a docência, não.

    Para ser professor no Estado de SP, o professor ingressante precisa passar por um concurso público, ser aprovado, fazer uma bateria de exames custeados do próprio bolso e ser aprovado em perícia médica. Após tudo isso, precisa apresentar diploma de nível superior, pois sem ele, o professor não ingressa na rede.

    Quando o professor ingressa na rede, mesmo apresentando diploma de Pedagogia é enquadrado como se tivesse apenas magistério (nível 1 A) e seu salário base por 32 horas semanais é de de R$ 1.565,19.

    Depois que ele é enquadrado no nível correto (nível 1 D) devido possuir diploma de nível superior, seu salário base muda para R$ 1.811,91.

    Esse mês é comemorado o Dia dos Professores, mas não temos nada para comemorar, pois embora amamos ser professores, nosso salário é vergonhoso e ficamos ainda mais triste com esses falsos reajustes! Essas divulgações só desgastam ainda mais nossa profissão que há muito tempo está desvalorizada.

    Ser Professor Peb I (com diploma) no Estado mais rico do Brasil, é ter que conviver com salário baseado numa hora/aula no valor de R$ 11,32 em salas de aula com até 35 alunos por turma.

    Nós professores, pagamos pelo café da sala dos professores e muitas das vezes precisamos levar copos descartáveis e até mesmo o papel higiênico que levamos.

    Se quisermos trabalhar em um ambiente limpo e agradável, precisamos limpar nossas salas (inclusive as mesas dos alunos) com produtos de higiene custeados do próprio bolso, pois a quantidade de funcionários terceirizados da limpeza são insuficientes e os produtos de higiene escasso.

    Pagamos pelo sulfite, pela tinta de impressora, e por todos os outros materiais que precisamos usar com nossos alunos e que as escolas não nos fornecem por não possuírem por falta de verba.

    Então, parem de divulgar que nosso salário foi reajustado e que hoje todos os professores Peb I do Estado de SP estão ganhando no mínimo R$ 2.298,80 porquê não estão!

    Tenho 2 graduações e uma especialização na área da educação. Meu salário base hoje é de R$ 1.811, 91 e leciono para uma turma com 32 alunos com muito amor e dedicação.

    Se vocês dividirem meu salário pela quantidade de aulas que dou no mês, e depois calcular para saber quanto recebo para ensinar cada criança por dia, vão entender o motivo do meu desabafo nessa página!

  • Link do comentário Valter Luiz Miamoto Sábado, 07 Outubro 2017 06:24 postado por Valter Luiz Miamoto

    Como fica os PEB II ?

  • Link do comentário Fran Sexta, 06 Outubro 2017 18:52 postado por Fran

    Tudo mentira!
    Mais um ordinário e mentiroso para enganar o povo!
    Educação não é prioridade para esse governo!
    Educação é a alavanca de um país, logo percebe-se as intenções ocultas deste que deseja ser presidente!

  • Link do comentário Luci Sexta, 06 Outubro 2017 18:13 postado por Luci

    Sou professora a 26 anos meu salário base e $2.135...00 ...quer dizer que vou ter ...o que de aumento...

  • Link do comentário Maria Regina Sexta, 06 Outubro 2017 15:16 postado por Maria Regina

    Realmente vergonhosa esta situação, são anos sem nenhum reajuste na Educação, a equiparação, a valorização dos profissionais da Educação,o respeito a categoria como um TODO, deveria ser a prioridade para avaliar a seriedade do Gestor, não apenas, o seu discurso, de que faz.
    São anos na Gestão do Estado, com total falta de respeito aos educadores, que passam e permeio os espaços dentro e fora das Unidades Escolares.
    Sindicatos, deputados que quando é de interesse disputam a frente das câmaras ( querem os holofortes), com sua bandeiras partidárias, mas não se engajam na luta diária dos professores e demais categorias da educação.

  • Link do comentário LENI FRANCO MARTINS Sexta, 06 Outubro 2017 11:32 postado por LENI FRANCO MARTINS

    Bom dia !!!
    Como ficarão os aposentados ?
    Pois até agora não vi nada de folha suplementar, e nenhum crédito a mais.

  • Link do comentário Rita de Cassia Regina Angeli Mazur Sexta, 06 Outubro 2017 06:36 postado por Rita de Cassia Regina Angeli Mazur

    Esse aumento é em cima do salário base? Porque se for, não recebi aumento algum....

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.