Sexta, 10 Novembro 2017 15:17

Escrever humaniza e nos faz sentir seres humanos ainda melhores

Avalie este item
(2 votos)

"Os animais. Não mato os animais. Porque são especiais. E muito legais. Eles são sensacionais. Eles são demais. O leão e o tubarão. Estão no nosso coração. Os cachorrinhos. São nossos bichinhos. E os gatinhos são tão fofinhos."
 

A criatividade é dos autores Felipe Seixas e Vitor Lima Rodrigues, de 10 anos, alunos do 5º ano da EMEF Professor Maestro Alex Martins Costa, atuantes da Academia Estudantil de Letras Rubem Alves.
 

A poesia está na 2ª edição do livro “Descobrir-se Autor”,  cujo tema é Proteção e Defesa dos Animais, com textos dos alunos participantes das escolas municipais de São Paulo e das Academias Estudantis de Letras. 
 

A obra faz parte das atividades da 6ª Semana Municipal de Incentivo e Orientação ao Estudo e à Leitura, criada por Lei Municipal 14.999/90, do vereador Eliseu Gabriel. 
 

O evento, realizado anualmente, concilia diferentes atividades de motivação para que a garotada possa envolver-se pelo prazer da leitura.
 

Maria Sueli Fonseca Gonçalves é a criadora da AEL, Academia Estudantil de Letras, e atua na Secretaria Municipal de Educação.
 

Com 12 anos de atividade, as Academias Estudantis de Letras ganharam protagonismo pela excelência no estímulo à leitura, presente em 110 EMEFs na capital paulista.
 

Suelizinha, como é carinhosamente chamada, aponta a grandeza da obra: "A Academia Estudantil de Letras participa pela segunda vez. O tema, proteção e defesa dos animais, é encantador e necessário. Crianças e jovens gostam de falar sobre o assunto porque se identificam muito com os animais, muitas vezes abandonados, tristes e sozinhos."
 

Ela diz que o interessante é que quando o tema foi proposto, a diversidade de escolha foi muito interessante. Surgiram animais inusitados, não só os domésticos, mas toda a sorte de animaizinhos. "Gostei muito de ver os alunos de todas as idades, desde os menores até os adolescentes, manifestaram carinho ao escrever os poemas para o livro. No final do evento, fiquei feliz em ver todo mundo motivado, com vontade de escrever. Agradeço ao vereador Eliseu Gabriel em convidar-nos para o lançamento. Quero ressaltar a participação da CIEJA de Guaianazes, onde nascerá a primeira Academia Estudantil de letras envolvendo o público adulto. Vê-los juntos às crianças e aos jovens é muito gratificante, consolida a nossa crença de que a literatura humaniza; pela literatura podemos nos tornar seres humanos ainda melhores”, enfatiza a educadora.
 

O lançamento foi na Câmara Municipal de São Paulo. 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.