Terça, 06 Março 2018 18:02

Colégio de Líderes: CPP reivindica 7% para todo o magistério

Avalie este item
(3 votos)
Colégio de Líderes: CPP reivindica 7% para todo o magistério Foto: reprodução/deputado Carlos Giannazi

Nesta terça-feira (6), o CPP esteve novamente na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) para reivindicar 7% de reajuste salarial para todo o magistério. Dessa vez, o presidente José Maria Cancelliero e a primeira vice-presidente, Loretana Paolieri Pancera, participaram de reunião com o Colégio de Líderes. Outras entidades de classe também compareceram ao ato de pressão aos deputados, como a Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos no Estado de São Paulo (FESSP-ESP). 

O Projeto de Lei nº 1/2018, de autoria do governador Geraldo Alckmin (PSDB) para reajuste salarial de servidores, distinguiu Professores de Educação Básica I e II de profissionais do Suporte Pedagógico, contemplados com apenas 3,5%. O texto recebeu mais de 40 emendas e segue em tramitação em regime de urgência, ainda sem previsão de votação em plenário.

"Estaremos mobilizados até que a distorção imposta pelo governador seja corrigida. Precisamos, inclusive, do apoio de cada profissional do magistério. Os professores devem estar unidos e com objetivo comum, que é o de convencer deputados a não aprovarem reajuste com distinção", disse José Maria Cancelliero.

O CPP continua acompanhando o PL nº 1/2018 e defendendo reajuste digno para todos os professores. 

7 comentários

  • Link do comentário Armando Soares de Barros Filho Terça, 13 Março 2018 17:15 postado por Armando Soares de Barros Filho

    Reajuste digno para os professores?7% não pode ser considerado reajuste digno.

  • Link do comentário Maria Segunda, 12 Março 2018 07:52 postado por Maria

    Mas a mensalidade aumentou....

  • Link do comentário Antonio Vedoveli Sexta, 09 Março 2018 16:27 postado por Antonio Vedoveli

    OS DEPUTADOS E SEUS LÍDERES PRECISAM SE CONSCIENTIZAR QUE NÃO ADIANTA SER SUBMISSOS AO EXECUTIVO, PORQUE FORAM ELEITOS PELO POVO.
    E OS EDUCADORES SÃO FORMADORES DE OPINIÃO NA SOCIEDADE, PORQUE CONVIVEM COM MILHÕES DE ALUNOS E SEUS FAMILIARES. PORTANTO, UMA HORA A CASA CAI.

  • Link do comentário alex mendes de assunção Quinta, 08 Março 2018 22:28 postado por alex mendes de assunção

    Não passa de estratégia politica,o foco é não ir além dos 7%, por isso o drama de não estender em toda carreira. Note que a luta hoje é estender os 7% para toda carreira, é exatamente que os gênios da politica planejaram. Cade os 10,15%, acordem professores. Enquanto brigam por estender em toda carreira o governo ganha tempo. Dividir de forma discriminatória a classe foi proposital.

  • Link do comentário PROF. SOFREDOR Quinta, 08 Março 2018 10:44 postado por PROF. SOFREDOR

    7% de nada = nada. Ficamos na mesma.

  • Link do comentário Vilma Soato Quinta, 08 Março 2018 07:44 postado por Vilma Soato

    Essa votação na Alesp já virou uma novela. A entidade fica marcando reuniões, a votação atrasa e aumento que é bom nada! Só que para aumentar o valor da nossa mensalidade não enrolam, é muito rápido. Por que não esperaram ao menos recebermos o aumento para ajustar nossa mensalidade?

  • Link do comentário Antonio Alves Leite Quarta, 07 Março 2018 13:44 postado por Antonio Alves Leite

    Chega de Blá,Blá já estou arrasado., meu condomínio já quatriplicou de preço e o meu salário continua o mesmo de quatro anos atras.
    ISTO É UMA VERGONHA, estamos em São Paulo e não numa cidadezinha do fundão do interior do Brasil.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.