Quarta, 09 Janeiro 2019 10:15

Servidores municipais de SP definem próximos passos para greve

Avalie este item
(0 votos)

Servidores públicos municipais traçaram na segunda-feira (8) uma estratégia para ampliar a adesão à greve prevista para o próximo dia 4 de fevereiro. O protesto é contra o aumento de 11% para 14% na contribuição previdenciária de aposentados e pensionistas, já aprovada pela Câmara Municipal de São Paulo.
 

Representantes do Sindsep (sindicato da categoria) visitarão equipamentos públicos municipais nos próximos dias para divulgar a mobilização, segundo Sergio Antiqueira, presidente do Sindsep.
 

A intenção do movimento é convencer o prefeito Bruno Covas (PSDB) e a Câmara Municipal a revogarem a lei que aumenta a contribuição. A prefeitura defende a necessidade de reforma para conter o déficit na previdência municipal, hoje estimado em R$ 6 milhões.
 

Fonte: Agora S. Paulo

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.