Quarta, 20 Março 2019 16:14

Escola especializada em TDAH promove semana de fantasias

Avalie este item
(0 votos)

Inspirada em iniciativas de escolas norte-americanas, a Spirit Week ocorre de 18 a 22 de março, com o objetivo de integrar e entreter jovens e crianças

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade afeta mais de 4% das crianças e adolescentes de todo o Brasil. Por suas características específicas, como falta de atenção, inquietação e impulsividade, o transtorno prejudica o desempenho escolar e faz com que apenas 69% dos estudantes diagnosticados concluam os estudos.Por causa da dificuldade de concentração em situações que consideram monótonas, como aulas tradicionais, os portadores de TDAH se sentem incapazes de manter um desempenho regular e acabam desmotivados. Isso causa um índice de reprovação três vezes maior do que os alunos comuns.

Para reter a atenção de seus alunos portadores do transtorno, a Recreio Christian School realiza a “Spirit Week”, uma semana inteira de atividades lúdicas na qual os alunos e funcionários são estimulados a irem fantasiados, cada dia de acordo com o tema proposto na programação. O método surgiu nos Estados Unidos com objetivo de integrar os estudantes e os deixar entusiasmados com as atividades escolares. Como uma instituição especializada em TDAH, a Recreio viu na iniciativa uma ótima oportunidade de estimular a aprendizagem de seus alunos especiais.

“Queremos proporcionar ensino de qualidade ao nossos alunos, mas sem deixar de lado a alegria e a diversão. É sempre bom sair do tradicionalismo das instituições de ensino brasileiras e procurar algo novo, ainda mais para lidar com portadores de déficit de atenção e não conseguem se adequar à monotonia das aulas comuns”, ressalta Gabriel Frozi, proprietário e diretor da Recreio Christian School.

Este ano, a Spirit Week ocorre de 18 a 22 de março. Segundo o cronograma, os jovens terão de se fantasiar de personagens da Disney, usar pijamas, arrumar o cabelo de um jeito maluco, serem seus super-heróis favoritos, vestir-se igual a um colega e performar alguém que eles gostem muito na escola. A diversão é tanta que os alunos fazem questão de compartilhar momentos e trajes nas redes sociais.



Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.