Quarta, 07 Agosto 2019 10:34

Material didático criado para escolas divulga ação do governo Doria

Avalie este item
(2 votos)

Conteúdo tem texto de divulgação de projeto do governo; após Folha questionar, secretaria diz que suspendeu impressão

Material didático produzido pela gestão João Doria (PSDB) para escolas da rede estadual paulista reproduz texto de divulgação do governo e pede ao aluno, na resposta a um dos exercícios, que escreva o nome do tucano.
 

O conteúdo está na coleção Aprender Sempre, voltada ao reforço na aprendizagem em português e matemática, na edição destinada aos estudantes do 5º ano do ensino fundamental.
 

Após questionamento da Folha, a Secretaria da Educação afirmou que suspendeu a impressão da publicação. A versão digital dela, porém, chegou a ser disponibilizada para as escolas.
 

A menção ao tucano está em uma proposta de atividade de língua portuguesa, voltada à interpretação de texto publicitário.
 

Ela reproduz, em versão adaptada, texto produzido pelo Governo de São Paulo sobre o programa de segurança no trânsito Respeito à Vida.
 

“O Programa Respeito à Vida – São Paulo dirigindo com responsabilidade, (sic) foi apresentado pelo Governador do Estado de São Paulo, João Dória. Ele informou no lançamento do Respeito à vida, (sic) que os alunos das escolas públicas estaduais terão um papel fundamental”, diz o primeiro parágrafo.
 

Após o texto, são colocadas 11 questões, com a orientação de que os alunos as respondam em duplas.
 

Uma delas tem como resposta certa o nome do governador: “No trecho ‘Ele informou no lançamento do Respeito à vida’ a quem se refere a palavra destacada?”
 

O parágrafo inicial do texto publicado no material didático, além de trazer erros de pontuação, suprime a menção original ao vice-governador. O texto de divulgação divulgado no site do governo do estado começa assim: “O Governador João Doria e o Vice-Governador e Secretário de Governo, Rodrigo Garcia, apresentaram nesta terça-feira (18) as ações do programa Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade.”
 

Garcia é citado no terceiro parágrafo da peça reproduzida no material didático.
 

Em novembro do ano passado, por exemplo, o tucano afirmou: "Escola é lugar de aprendizado, não é lugar para se fazer política. Política se faz fora da escola".
 

No sétimo mandato do PSDB à frente do estado, Doria assumiu o governo com a promessa de recolocar São Paulo no topo do Ideb, indicador federal de qualidade da educação.
 

Segundo avaliação feita pelo próprio estado, 33,7% dos alunos do quinto ano da rede estadual estão abaixo do nível adequado em português, e 46,4%, em matemática.
 

Outro lado

A Secretaria da Educação da gestão João Doria (PSDB) afirmou em nota que “o conteúdo em questão foi elaborado de forma colaborativa por professores da rede estadual” e é voltado para 129.681 alunos do 5° ano, o que corresponde a 3,7% dos estudantes da rede estadual.
 

A rede estadual atua principalmente no ensino médio.
 

Segundo a pasta, o material não chegou a ser impresso e, “por dar margem a interpretações equivocadas”, foi suspenso por determinação do secretário Rossieli Soares, que também determinou uma apuração sobre a aprovação do conteúdo.
 

“Tendo em vista a dúvida suscitada, a secretaria decidiu abrir apuração para averiguar os procedimentos adotados na validação do conteúdo elaborado por mais de 200 professores”, diz a nota.
 

A pasta diz ainda entender que o material não faz propaganda político-partidária.  

 

Fonte: Folha de São Paulo

3 comentários

  • Link do comentário Autonomo Segunda, 12 Agosto 2019 19:16 postado por Autonomo

    Os professores nem sabiam deste material ,só foram informados quando retornaram das férias . O maior absurdo é a escola ou o professor ter que imprimir. Por que nao mandaram o material para alunos e professores , fora o prazo de aplicação ,querem que façamos milagre .

  • Link do comentário Agenor Domingo, 11 Agosto 2019 10:06 postado por Agenor

    Pois vocês devem continuar averiguando, pois o material continua sendo usado e as diretorias não repassaram nenhuma informação que o material deve ser descartado. Aliás ele não foi impresso por outro motivo: a escola que tem que imprimir.
    CPP: encaminhado à Presidência. Aguarde retorno por e-mail. Att.

  • Link do comentário Denilson Filipino Quarta, 07 Agosto 2019 18:07 postado por Denilson Filipino

    Mentira, este material não foi elaborado com a participação de profesdores que atuam em sala.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.