Quinta, 26 Dezembro 2019 14:18

Escolas da SME receberão verba para formação de alunos e docentes

Avalie este item
(0 votos)

2020 será um ano de novidades para a Rede Municipal de Ensino. Além das 46 novas unidades do São Paulo Integral, entrega de 12 novos CEUs e dos uniformes de cara nova, alunos e professores terão um reforço durante o próximo ano letivo.

 

Os gestores escolares terão até R$ 52 mil para investimento em ações formativas que consolidem o Currículo da Cidade e garantam a aprendizagem e o desenvolvimento do corpo escolar.  

 

Palestras, cursos, oficinas ou seminários, a verba poderá ser utilizada da forma que melhor atender às necessidades da escola.

 

Por meio de um workshop de redação visando vestibular ou uma palestra sobre combate ao bullying, os gestores poderão amadurecer projetos já desenvolvidos. Escolas que desenvolvem atividades audiovisuais como o Imprensa Jovem, por exemplo, poderão consolidar a temática com cursos que desenvolvam habilidades de gravação e edição de áudio e vídeo.  

 

Os valores serão recebidos por meio do Programa de Transferência de Recursos Financeiros (PTRF) no valor de R$ 52 mil para cada escola, sendo R$ 30 mil/unidade para formação e R$ 22 mil/unidade para oficinas. No total serão destinados R$ 57,4 milhões às escolas municipais. Com este programa, a SME fortalece a participação da comunidade escolar no processo de decisão sobre o destino dos recursos repassados para manutenção e melhorias das Unidades Educacionais. 

 

“Essa é mais uma forma de incentivar a gestão democrática, deixando que as escolas decidam o que pode acrescentar mais na formação de alunos e professores”, comenta o secretário municipal de Educação Bruno Caetano.
  

Dinheiro na escola 

A reta final do ano letivo chega com uma boa notícia às Escolas da Rede Municipal de São Paulo. A Secretaria Municipal de Educação está enviando outras duas verbas referentes ao trabalho das direções das unidades: 4ª parcela do PTRF, feita de forma extraordinária em 2019 e vão variar entre R$16 mil e R$40 mil por escola e outros  R$ 20 mil para 550 unidades de ensino fundamental e médio utilizaram na ampliação de atividades do contraturnoA Associação de Pais e Mestres (APM) será a entidade responsável pelo recebimento, execução e prestação de contas dos recursos transferidos pela SME.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.