Quinta, 08 Agosto 2013 17:34

Medo de estudar

Avalie este item
(0 votos)

Um levantamento feito pelo jornal Agora São Paulo mostrou que os bairros com as maiores quantidades de assassinatos de São Paulo têm também as escolas com as mais altas taxas de abandono escolar.

A reportagem comparou o número de homicídios registrado em cada uma das 93 delegacias da cidade com o índice de abandono das 558 escolas municipais de ensino fundamental.

Os quatro bairros mais violentos da cidade são Parque Santo Antônio, Capão Redondo, Campo Limpo e Jardim Herculano. Todos ficam na região sul de São Paulo. Foram 217 homicídios em 2012 registrados nas quatro delegacias locais.

Pois das dez escolas municipais com maior índice de abandono, quatro estão justamente nesses bairros.

Parece óbvio que os dois problemas estão relacionados. Primeiro, se o bairro é muito violento, é até natural que as mães tenham medo de deixar seus filhos irem à escola sozinhos.

Depois, a triste realidade é que o jovem de regiões mais carentes quase sempre precisa trabalhar muito se sua família teve alguém assassinado. Nessas condições, a escola deixa de ser prioridade.

Além disso, é sabido que os bandidos tentam atrair os jovens para o crime organizado. E, nesse caso, a escola, também acaba abandonada.

Essa situação é preocupante. Se o jovem desiste de estudar, o caminho do crime acaba parecendo uma opção de vida.

Não deveria ser assim. Manter o jovem na escola é bom jeito de evitar que ele se torne criminoso no futuro. Por outro lado, dar mais segurança é um bom jeito de fazer o jovem ir à escola.

O problema é complexo. E precisa ser tratado como prioridade pelos governantes.

Editorial do jornal Agora São Paulo, publicação desta quinta-feira (8/8).

SECOM/CPP

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.