Quinta, 11 Abril 2019 19:53

Tupã entrega documento contra a reforma da Previdência

Avalie este item
(0 votos)

A diretoria da Sede Regional de Tupã entregou documento redigido pelo Departamento Jurídico sobre a reforma da Previdência para o deputado federal Luis Carlos Motta (PR), representante da região na Câmara, em 5 de abril. Estiveram presentes o vereador Alexandre Scombatti e Eduardo Cattai, advogado do CPP local. O segundo vice-presidente da entidade, Silvio dos Santos Martins, ressaltou a preocupação dos integrantes da diretoria no que concerne aos profissionais do magistério, responsáveis pela formação de crianças e jovens. 

Durante o encontro, o deputado federal disse que vai avaliar a proposta da entidade com relação à aposentadoria dos professores. “A bancada do PR na Câmara dos Deputados já fechou questão em torno da defesa da aposentadoria dos profissionais do magistério”, revelou Motta. Enfatizou que, se aprovada como está, a medida representa uma ameaça ao futuro dos brasileiros. "Nos moldes em que foi apresentada, a proposta de mudança no sistema de aposentadoria traz muito prejuízo aos trabalhadores e, inclusive, aos professores. Por isso, estamos atuando em Brasília para tentar mudar esse quadro”, garantiu Motta.

Para Martins, a parceria é muito significativa, pois auxilia na busca pela manutenção de direitos. “Luiz Carlos Motta é um grande aliado e uma voz que representará nossa categoria em Brasília. Isso é muito importante. Esse diálogo mostra que o deputado está realmente comprometido em auxiliar não somente os professores, mas todas as categorias de trabalhadores”, pontuou. 

Presidente do PR em Tupã, o vereador Alexandre Scombatti lembrou que a bancada do partido na Câmara Federal é composta por 38 parlamentares e que a legenda fechou questão em defesa da aposentadoria dos professores. “O Partido da República orientou todos os deputados a não votar nenhuma mudança na aposentadoria do magistério. Isso reflete a importância que nosso partido dá a essa categoria, sem a qual é impossível que haja progresso e desenvolvimento”, argumentou.

LUTA DO CPP

O CPP encaminhou à Câmara dos Deputados, em 20/2, ofício no qual solicita reprovação dos parlamentares à proposta de Emenda à Constituição nº 6/2019 - PEC da reforma da Previdência. Nos próximos dias a diretoria do CPP encaminhará emendas aglutinativas com medidas que evitem a desvalorização das carreiras ligadas ao magistério.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.