Quinta, 04 Março 2021 16:57

Escola de Campinas confirma morte de professora por Covid-19

Avalie este item
(0 votos)
Escola de Campinas confirma morte de professora por Covid-19 Escola Jaime Kratz teve surto de covid-19 após volta às aulas (Foto: Denny Cesare)

Docente trabalhava em colégio que registrou surto em fevereiro; 39 professores e oito alunos se infectaram


O Instituto Educacional Jaime Kratz, localizado no bairro Taquaral, em Campinas, confirmou nesta quarta-feira (3) a morte de uma professora de 57 anos vítima de Covid-19. A escola suspendeu as atividades presenciais no dia 1º de fevereiro após um surto do novo coronavírus na unidade. De acordo com a nota oficial enviada pela escola, a professora testou positivo no dia 5 de fevereiro e foi internada no dia 10. Ela morreu nesta quarta-feira (3), após 22 dias internada.

Em fevereiro, 39 professores e oito alunos foram infectados pelo coronavírus. As aulas presenciais começaram na última segunda-feira (1º). A escola irá suspender, por dois dias, as aulas on-line. Segundo o site de notícias A Cidade, uma semana antes do retorno presencial os professores estavam se reunindo para realizar o planejamento. As aulas foram iniciadas no dia 25 de fevereiro. O Jaime Kratz atende 1,3 mil alunos na Educação infantil e nos ensinos fundamental e médio. "A escola se solidariza com a dor da família, professores e amigos da nossa docente", diz a nota.

Outras sete escolas particulares de Campinas estão com casos confirmados de coronavírus

Até agora, oito escolas particulares de Campinas estão com casos confirmados de coronavírus. Algumas suspenderam as aulas presenciais, enquanto outras mantiveram. De acordo com a escola particular da Vila Industrial, uma funcionária da área administrativa, que já estava afastada há 7 dias, testou positivo para a doença. O afastamento da trabalhadora se deu porque há uma semana o marido dela havia contraído a doença. "O caso foi prontamente notificado à vigilância municipal de Campinas, que recomendou que o colégio continuasse com aulas", informou a unidade por meio de nota.

Abaixo a relação da escolas com casos confirmados

Colégio Liceu Salesiano, em Campinas, confirmou que suspendeu as aulas presenciais por conta de um caso de Covid-19 na unidade.

Colégio Poliedro de Campinas confirmou que suspendeu as aulas presenciais após dois professores e um aluno da instituição testarem positivo para a doença

Colégio Liceu Salesiano, confirmou que suspendeu as aulas presenciais por conta de um caso de Covid-19 na unidade.

Colégio Farroupilha também suspendeu as aulas presenciais após um surto de Covid-19 entre os profissionais.

Colégio Múltiplo, que fica no bairro Chácara Primavera, também emitiu um comunicado aos pais dos alunos informando que um professor testou positivo para Covid-19. Aqui as aulas não foram suspensas.

Colégio Recanto Azul um caso positivo de Covid-19 em um aluno. Além disso, dois professores foram internados por conta de complicações da doença.

Colégio Padre Júlio Chevalier uma professora testou positivo para Covid-19. Segundo o colégio, não teve contato físico com alunos e com outros professores. Por isso, as aulas não foram suspensas, segundo o colégio.

Colégio Jaime Kratz teve oito alunos e 39 professores infectados. Além disso, dois professores foram internados por conta de complicações da doença.

Aulas presenciais na rede particular e estadual são suspensas

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) anunciou na terça-feira (2) a suspensão das aulas presenciais das escolas públicas e privadas em Campinas. A medida ocorreu durante live pelas redes sociais em que o prefeito informou que a cidade retrocede à fase vermelha do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena. As medidas passam a valer a partir desta quarta-feira (3), e seguem até o dia 16 de março.

Nesse período apenas as atividades essências poderão funcionar na cidade. "Durante 14 dias, até o dia 16 de março, poderão funcionar apenas as atividades essenciais na cidade. Não pode academia, cabeleireiro e barbearias, por exemplo. Nenhuma com público. Nós estamos fazendo também uma restrição das igrejas com encerramento das atividades às 20h e com 30% da capacidade. Ainda seguindo as orientações, estão suspensas as aulas presenciais de todos os níveis, com exceção dos cursos superiores da área de saúde", afirmou Peter Panutto, secretário municipal de Justiça.

Ainda segundo o secretário de Justiça, o prefeito como autoridade máxima da cidade tem previsão legal de ser mais restritivo do que o Estado, por isso, a fase vermelha inclui as escolas estaduais.

Lido 543 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.