Sexta, 07 Janeiro 2022 12:12

Biblioteca Móvel ensina a gostar de ler

Avalie este item
(0 votos)

Mais de 770 livros circulam por salas de aula e outros espaços de escolas do interior paulista, aproximando crianças do hábito da leitura



De sala em sala, um contêiner com rodinhas vai ajudando professores em uma das maiores missões da docência: ensinar o gosto pela leitura. Em Monte Azul Paulista, no interior de São Paulo, o projeto Biblioteca Móvel vai atender, a partir deste ano, a mais de 1,2 mil alunos da rede pública municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental, graças ao esforço de uma educadora e à doação de mais de 700 livros por uma editora.

Roseli Sant'Anna, idealizadora da Biblioteca Móvel, trabalhou por muitos anos como professora da Educação Especial e escritora para o público infantil, antes de ser convidada a assumir um posto na Secretaria de Educação de Monte Azul Paulista. Ali, ela acompanha as séries iniciais na área de Língua Portuguesa e também é responsável pela área de projetos, um reconhecimento aos muitos projetos de incentivo à leitura desenvolvidos por ela quando ainda lecionava.

Aproximando leitores dos livros

A ideia da biblioteca sobre rodinhas veio quando Roseli percebeu que apenas usar a biblioteca da escola não era o suficiente para despertar nos pequenos o interesse pela leitura. “Eu queria algo que pudesse tirar os livros do ambiente da biblioteca tradicional e levá-los para mais perto dos estudantes. Algo que os professores pudessem usar durante as aulas e até mesmo no pátio da escola”, explica. Por isso, ela escreveu um projeto e o enviou à Editora Aprende Brasil, que atende a rede pública municipal de mais de 200 municípios no país, inclusive Monte Azul Paulista.

Depois de aprovar o projeto, a editora doou mais de 770 livros ao município. São títulos destinados tanto à Educação Infantil quanto ao Ensino Fundamental. Com eles, mais de 1,2 mil alunos em quatro escolas poderão ter um contato mais próximo com o hábito de ler. “Ideias como a da Biblioteca Móvel são importantes porque nos ajudam a alcançar um objetivo muito claro: transformar o futuro das crianças por meio da educação. Os livros são um dos caminhos mais importantes para construirmos uma educação com mais equidade no Brasil”, diz a consultora pedagógica do Sistema de Ensino Aprende Brasil, Ana Paula Silveira de Carvalho.

Prestes a se aposentar, a professora Roseli quer deixar um legado para as futuras gerações da cidade. “A ideia é sempre renovar esse acervo, comprar ou receber mais livros e aumentar o contato das crianças com esses objetos tão importantes para sua formação. Essa é uma atividade diferenciada de leitura, que desperta mesmo o gosto dos alunos”, finaliza.


Lido 83 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.
Campo destinado a comentários relacionados à notícia. Duvidas sobre Vida Funcional devem ser encaminhadas aos respectivos setores.
Clique aqui para ver os contatos.