O Dia da Consciência Negra, comemorado em todo o Brasil em 20 de novembro, iniciou no CPP  uma série cultural que evidencia, por diversos aspectos, o pluralismo com base africana encontrado em diferentes aspectos no desenvolvimento social e educacional .
 

A primeira parte é Exposição “Portugal Portugueses – Arte Contemporânea”, considerada a maior exposição de arte portuguesa contemporânea já realizada no país. A mostra integra uma trilogia acerca da mais nova produção artística da África, de Portugal e do Brasil.

Redesenhadas na perspectiva contemporânea, as influências interculturais de Portugal, África e Brasil, nascidas com o antigo império português e aprofundadas decisivamente pela escravidão, podem ser admiradas no Museu Afro Brasil.

“Portugal Portugueses” é a segunda exposição dentro da proposta da trilogia desenvolvida pelo curador da mostra, Emanoel Araujo, responsável por homenagear as principais raízes da cultura brasileira (africana, portuguesa e indígena) à luz de uma leitura contemporânea nas artes visuais. Esta grande mostra sucede “Africa Africans”, recentemente eleita pela Associação Brasileira de Críticos de Arte como a melhor exposição de 2015.

Amanda Carneiro, auxiliar de coordenação do Núcleo Educação, explica que a exposição oferece diferentes temas, aos educadores e educandos a serem trabalhados em sala de aula. “Muito além de uma aula de arte, a exposição oferece uma gama de temas como o trabalho de Vasco Araújo que aborda a história colonial e a forma como Portugal enxerga a colonização. Há também diferentes temas como o questionamento da identidade de gênero e a arte contemporânea e o seu contexto, o diálogo com a arte.”

Amanda explica, também, que há uma complexidade muito grande na realização de uma exposição desta envergadura. “O transporte e o seguro das obras, a estrutura para abriga-las, enfim, tudo é muito caro. Então, o curador Emanoel Araújo procurou alguns colaboradores para que ajudassem a realizar essa exposição. Maria Adelaide Amaral, a consagrada dramaturga portuguesa, radicada no Brasil, é a madrinha e um dos importantes nomes que viabilizou a realização desta mostra.” 

A sequência da celebração do Dia da Consciência Negra será apresentada pela TVCPP.

 

Serviço:

Exposição “Portugal Portugueses – Arte Contemporânea”
Aberta ao público até 8 de janeiro de 2017

Museu Afro Brasil
Av. Pedro Álvares Cabral Portão 10
Parque Ibirapuera CEP: 04094 050
São Paulo/SP – Brasil – Acesso pelo portão 03
Fone: 55 11 3320-8900
Horário de funcionamento:
De terça-feira a domingo, das 10h às 17h, com permanência até as 18h.

Ingresso:
Ingresso: R$ 6,00 – Meia Entrada: R$ 3,00
Gratuidade aos sábados

Visita Mediada:

O Museu Afro Brasil agenda visitas mediadas para os seguintes dias e horários:
Terça a sexta-feira 9h30, 11h30, 13h30 e 15h30
Sábados 10h30 e 14h
Domingos 11h