O Seminário “Participação e gestão democrática na escola” de iniciativa do vereador  Professor Eliseu Gabriel e apoio do CPP, APASE, APROFEM e ALESCO aconteceu  na Câmara Municipal de São Paulo no dia 23 de junho. Participaram do evento os  senhores Antônio da Silva representando o Secretário da Educação, Ismael Palhares  Junior, presidente da APROFEM, a professora Maria Claudia Junqueira representando  o presidente do CPP e a Diretora Andrea Freitas da ALESCO. Também estiveram  presentes o Diretor do CPP Sebastião e vários associados.

 

O Diretor da EMEF Otávio Pereira Lopes, Douglas Solidade, falou a respeito do  projeto “Escola na Comunidade”. Ele teve início a partir da discussão entre os profissionais da escola das concepções presentes na obra de Madalena Freire e Paulo Freire que defendem o educador como construtor da prática e o estudante como sujeito. A discussão foi ampliada com a introdução de um novo conceito, o de território, que levou os profissionais da educação e estudantes para fora da instituição, a fim de fazer o reconhecimento da realidade do seu entorno. Dentre os resultados  positivos do projeto, está a moção elaborada pelos estudantes e entregue no dia em  que os vereadores visitaram o bairro.

 

O projeto “Assembleias: uma possibilidade de vivência democrática que contribui para a autonomia escolar” foi apresentado pela diretora Sonia Parron da EMF João de  Barros Pernambuco Abolicionista e por estudantes. Eles contaram que antes do  projeto tinham vergonha da escola, constantemente depredada e pichada. Os pais, por  sua vez, sentiam-se inseguros, não confiavam na instituição. Após a implantação das  assembleias de estudantes, esse quadro foi se modificando totalmente. Dentre os êxitos obtidos está o recreio assistido, proposto e conduzido pelos próprios estudantes. As assembleias dos profissionais da educação também já estão ocorrendo  e, brevemente, acontecerão as dos pais.

 

O Supervisor de Ensino Jamir Nogueira discorreu a respeito da gestão democrática e  suas relações com o projeto político-pedagógico. Para falar a respeito da “Democracia e participação popular na gestão escolar”, o  Professor Vitor Paro, ressaltou a importância do relato de experiências como as  apresentadas anteriormente que demonstram a possibilidade de mudar. Durante sua  fala destacou a importância da convivência entre sujeitos, em uma ação política, democrática.

 

Secom/CPP