Foto: Leandro Silva

O governador João Doria (PSDB) assinou decreto para pagamento de abano de até 12,84% nos salários dos professores da rede estadual de São Paulo, que foi publicado no Diário Oficial de 21 de fevereiro.
 

O vereador Azuaite Martins Franca (Cidadania) afirmou na tribuna da Câmara Municipal que “não passa de um engodo, de uma enganação” o anúncio do governador de que concedeu aumento salarial de até 12,84% aos professores da rede estadual de ensino. Azuaite ponderou que a “bondade” do governador “na verdade se traduz num grave fato, de que São Paulo, o estado mais rico da federação, é o estado que paga menos daquilo que a lei federal estabelece como piso salarial dos professores”.
 

“O estado de São Paulo é um dos estados que menos paga seus professores e, para não ficar na ilegalidade, o governo dá um abono, um valor para elevar até o nível do piso o salário dos docentes que menos ganham”, afirmou explicando que “isso é um abono, sobre essa base salarial não incide nada, então isso é uma enganação”.
 

O parlamentar, discursou na sessão plenária da Câmara Municipal de São Carlos na última quinta-feira (27 de fevereiro) em nome do seu partido e do CPP (Centro do Professorado Paulista), do qual é diretor regional. Ele ressaltou repudiar a atitude de João Doria: “Queremos que todos compreendam que isso se deve ao fato de o governador do estado de São Paulo pagar péssimos salários e viver na ilegalidade há anos”.